Você está aqui
Home > Desporto > Dakar > Dakar: Carlos Sainz/Lucas Cruz Penalizados em 10 Minutos

Dakar: Carlos Sainz/Lucas Cruz Penalizados em 10 Minutos

 

A dupla líder da 40ª edição do Rali Dakar, Carlos Sainz/Lucas Cruz, foi hoje alvo de uma penalização de 10 minutos, atribuída pela organização da prova. O motivo para este ‘castigo’ foi uma alegada manobra perigosa que a dupla espanhola terá feito, na abordagem e ultrapassagem a um piloto de um quad, durante a etapa 7. Carlos Sainz, assim como a direção da Peugeot, na pessoa de Bruno Famin, considera esta uma penalização injusta. O protesto, que posteriormente deu origem à penalização, foi feito pelo piloto do quad #254. A Peugeot Sport, recorreu desta decisão, que retira 10 minutos à vantagem de Carlos Sainz/Lucas Cruz, na liderança da prova.

“Estou muito incomodado com esta decisão”, disse Carlos Sainz. “A versão dos acontecimentos descrita pelo piloto do quad não coincide com a realidade. Com efeito, as minhas ações evitaram que tivéssemos um acidente. Lamento muito o que aconteceu ao piloto, mas o que aconteceu foi que me aproximei dele e despoletei o Sentinel. Ele desviou-se para um dos lados e olhou para mim. Havia bastante espaço, apesar de a estrada estar muito enlameada. Depois, ele perdeu o controlo do quad e voltou para a minha linha. Eu reagi para o evitar e, apesar de ter sido por um triz, não existiu contacto entre nós. No final, ele concluiu a etapa em 12º. Caso nós tivéssemos batido um no outro, obviamente eu teria parado. Estou totalmente em desacordo com esta decisão”.

Bruno Famin, Diretor da Peugeot Sport, era outra voz de desacordo com a decisão dos comissários desportivos. “A decisão é incompreensível”, disse Famin. “Não existe nada de concreto neste processo e é apenas a palavra de um contra o outro. Naquilo que nos diz respeito, está bastante claro que não existiu contacto entre o quad e o carro. Se isso tivesse realmente ocorrido, como o piloto do quad reclama, talvez infelizmente ele não estivesse aqui para contar a história, tal a velocidade do carro. Todos os nossos dados confirmam as palavras do Carlos, que sempre tem tido um comportamento impecável. O piloto que reclama que o seu quad foi danificado, concluiu a etapa em 12º e foi 10º no dia seguinte, na 2ª parte da etapa maratona. Esta penalização de 10 minutos é totalmente arbitrária”.

Fotos: Red Bull

 

Facebook
Twitter

 

Artigos Semelhantes

Top