Você está aqui
Home > Desporto > Tempo 24H da Letónia Vence em Fronteira

Tempo 24H da Letónia Vence em Fronteira

 

A edição de 2017 das AFN 24 Horas TT Vila de Fronteira, ficará para a história como umas mais emocionantes de todas as da prova mítica de resistência, que conta já com 20 anos de vida. Vindos da Letónia, com presença assídua na prova alentejana, a equipa da Tempo 24H venceu a concorrência, num Mitsubishi Pajero do agrupamento T1.

Os vencedores da edição de 2017 da prova de 24 Horas, assumiram a primeira posição a uma hora do final, quando já nada o fazia prever. Seguindo na terceira posição. o Pajero de Igor Skoks/Rudolfs Skoks/Arvis Pikis, tomou a liderança após um autêntico ‘golpe de teatro’ ter retirado da corrida as duas equipas que seguiam na sua frente. Primeiro foram os líderes, Thierry Charbonnier/Paulo Marques/Alexandre Ré/José Pimenta, que viram o MMP Evo 3 ficar imobilizado no meio do percurso, após o veio primário do carro ter cedido. “Não há nada a fazer”, dizia um desalentado Alexandre Ré.

Depois, com apenas alguns minutos de diferença, os então novos líderes, o AC Nissan Proto de Mário Andrade/Alexandre Andrade/Cédric Duple/Yann Morize/Luís Ribeiro, perceberam que não iam conseguir vencer pela sexta vez esta prova, que dominaram por mais de metade da sua duração. O problema foi a embraiagem, que cedeu durante a última paragem na boxe, local de onde o carro já não tornou a sair.

24_H_TT_Start
24H_TT_Sadev
24H_TT_Mini
24H_TT_Charbonnier
24H_TT_Andrade

Com uma regularidade extrema, sem nunca cometer exageros, os pilotos da Letónia, que já correm em Fronteira pela 13ª vez, conseguiram concretizar uma vitória que sabe bem melhor que o terceiro lugar com que sonhavam a uma hora do final.

“Conhecemos bem esta competição”, disse Rudolfs Skoks. “Eu já participei sete vezes e a equipa já o fez por treze ocasiões. Fizemos um excelente trabalho prévio e a táctica funcionou. Já tínhamos conseguido o segundo e o terceiro lugares, mas ganhar é ganhar! Foi uma corrida incrível. A uma hora do final não acreditava que fosse possível vencer! O nosso carro esteve sempre a 100 por cento. Não tivemos nenhum problema mecânico e a vitória é justa, apesar do azar dos nossos adversários”.

Numa prova repleta de incidências e com vários carros a passarem pela liderança, no final, o pódio acabou por ser completado pelo Sadev Oryx de Pierre-Marie Lauilhe/Louis Lauilhe/Stephane Barbry e pelo Mini All4 Racing da X-Raid, entregue a Michele de Nora/Michele Cinotto/Carlo Cinotto. A equipa do Mini andou forte durante a corrida, mas perdeu muito tempo nas boxes a reparar um problema com a caixa de velocidades, acabando por ter que se contentar com o derradeiro lugar do pódio.

Fotos: 24HorasTT

 

Facebook
Twitter

 

Artigos Semelhantes

Top