Você está aqui
Home > Desporto > Dakar > Carlos Sousa Regressa ao Dakar em Dacia Duster

Carlos Sousa Regressa ao Dakar em Dacia Duster

 

Carlos Sousa vai estar à partida de mais uma edição do Rali Dakar, no início de 2018. O piloto português regressa à prova rainha dos ralis todo-o-terreno, aos comandos de um dos dois Dacia Duster que serão inscritos pela Renault Sport Argentina. Para mais uma presença na prova, agendada para os dias 6 a 20 de Janeiro, com passagem pelo Perú, Bolívia e Argentina, o objetivo do português é muito claro e está traçado. Carlos Sousa quer um lugar nos 10 primeiros.

A Renault Sport Argentina, já tem alguma experiência com o Duster no Dakar, já que esta é a sexta vez que fará alinhar dois carros na prova. Os Duster estão com equipados com motor V8 da Aliança Renault-Nissan, que debitam aproximadamente 400 cv. Esta é, no entanto, a estreia do piloto português num dos carros da equipa sul-americana.

“Um convite que me orgulha bastante”, disse Carlos Sousa. “Estava parado há dois anos e longe de imaginar de poder ser convidado para regressar ao Dakar. Mas o convite surgiu e não podia ficar em casa. Estou muito motivado, tenho acompanhado o excelente trabalho que a equipa tem feito e não vejo a hora de me sentar ao volante do Duster, com quem travei curiosas lutas no passado”.

Como dito pelo próprio, o piloto português tem estado parado, pelo que o objetivo agora passa por rapidamente recuperar a forma física, após dois anos de ausência das competições. Já no fim deste mês, o “senhor Dakar”, desloca-se à Argentina para participar em testes com a equipa. No programa de testes, estão previstos efetuar cerca de 2000 km, o que representa uma boa oportunidade para obter o máximo conhecimento do carro. O piloto de Almada já competiu contra o Duster em anteriores edições e está consciente que o potencial do carro, “é grande e basta ver os resultados alcançados, em algumas etapas, em anteriores edições. Acredito que podemos surpreender com um resultado final entre os 10 primeiros.

“É uma expetativa muito elevada face à qualidade da lista de inscritos, mas tanto eu como a equipa acreditamos nessa possibilidade. Também confio que a experiência que tenho do deserto pode ajudar a concretizar esse objetivo e, como a edição 2018 do Dakar até começa logo com areia, espero estar à altura do desafio”, disse ele.

O nome do navegador que estará nesta ‘aventura’ sul-americana ao lado de Carlos Sousa ainda não foi divulgado. O piloto ainda mal teve tempo de reagir ao convite, no entanto, segundo o próprio, “o convite é tão recente que ainda nem tive tempo para pensar em nomes. Mas é um assunto que vai ficar fechado em breve”.

Fotos: Renault

 

Facebook
Twitter

 

Artigos Semelhantes

Top